“Qual curso de marketing digital você me indica?”, “Quero fazer um curso de mídias sociais, qual é o melhor?”, “To precisando aprender sobre essas coisas de google, facebook, me indica um curso de digital”. Recebo esse tipo de pergunta e pedidos de recomendações com frequência, mas não consigo dar uma resposta direta com o nome de um curso ou de uma instituição. Preciso que a pessoa me conte um pouco mais sobre sua formação, seu estágio profissional, onde pretende aplicar o que quer aprender, quanto tempo tem para estudar, quanto está disposta a investir e o quanto ela já sabe sobre o tema.

Por onde começar quando preciso escolher um curso de marketing em mídias digitais?

Pensando nisso resolvi juntar algumas indicações dos tipos de cursos nessa área que podem ajudar a responder parte daquelas perguntas. Não é uma lista de cursos com nomes de instituições necessariamente – ainda que eu cite alguns como exemplo – mas uma orientação sobre o nível do curso que você poderia procurar e investir caso esteja também com aquelas dúvidas. Classifiquei os cursos dentro de categorias apenas para auxiliar na identificação de qual é seu perfil. Além disso, estou mencionando apenas os cursos que conheço, das instituições que conheço, onde leciono, onde já estudei ou onde tenho amigos que lecionam ou amigos que já estudaram e recomendam – e a maior parte dos cursos no Rio. Portanto, se você tiver outras sugestões, fique à vontade para indicar nos comentários, pois são bem-vindas.

São apenas 3 categorias: não tenho formação, nem experiência com digital (1); sou formado em comunicação/marketing/publicidade, mas ainda não trabalho com digital (2); entrei aos poucos no digital e agora preciso de mais conhecimento (3). Você pode ir direto para uma das categorias acima ou pode ler o texto completo e tentar se identificar em uma ou mais de uma delas.

Não tenho nenhuma formação em comunicação ou marketing (graduação, especialização ou cursos de curta duração), nem experiência na área (1):

Se você é essa pessoa que ainda não entrou em contato com conceitos fundamentais do marketing e da comunicação e quer trabalhar na área com digital, você precisa de cursos que dão mais ênfase aos conceitos, à história, aos princípios básicos do marketing e da comunicação. Por quê? Porque as ações e estratégias em mídias digitais e sociais estão calcadas nas dinâmicas da publicidade, do marketing e da comunicação. Não há nada de extraordinário e novo no desenvolvimento e na aplicação dos conceitos, exceto o fato de que temos agora as plataformas digitais que são incluídas no planejamento das marcas, cumprindo funções similares a de outros meios já existentes (claro, com suas particularidades nas interações entre marcas e públicos). Você precisa entender o que é o marketing, como ele é executado, de que maneira busca identificar e alcançar seus públicos de interesse e como podem ser calculados os resultados do investimento nos canais digitais. Você precisa entender o que é comunicação e, em seguida, aprofundar-se na maneira como ela acontece nas mídias sociais – as interações, trocas, compartilhamentos, produção de conteúdo etc. Assim como é importante que você entenda por que mídias sociais são mais do que espaços de interação, elas são canais de mídia. E um canal de mídia está a serviço da publicidade para levar uma mensagem que vai assegurar os resultados das ações nas estratégias de marketing das marcas. Se esse é o seu caso, procure por cursos que ajudem a entender a relação entre essas três disciplinas. Não pule etapas! Tem muita gente sem esses conhecimentos básicos que já se joga em cursos de temas mais avançados do digital e passa apenas a repetir fórmulas e modelos, sem sequer contextualizar a marca e o negócio dentro de um segmento de mercado. Algumas conseguem se dar bem, mas me parece mais sorte do que conhecimento. Eu sei que está todo mundo com pressa de chegar primeiro e se colocar em posição de destaque diante de concorrentes usando mídias digitais, mas sem fundamentos, o planejamento, as estratégias e os investimentos são apenas fórmulas repetidas à exaustão que um dia se esgotam. É preciso conhecimento para desenvolver habilidades analíticas que te auxiliem a entender as dinâmicas e as práticas de interação incorporadas com as novas tecnologias, para que, como analista e tomador de decisões, você seja capaz de levar uma marca a alcançar seu público e a atingir seus objetivos de negócio.

Cursos que podem te ajudar nesse caso são mais comuns no formato de especialização ou MBA. Sim, são cursos mais longos (duração média entre um ano e meio a dois anos), mas vão te apresentar àquelas três disciplinas e ajudar a entender como se configurou o atual cenário de comunicação e marketing incluindo mídias digitais. A Pós-graduação em Gestão Empresarial e Marketing, da ESPM, é um bom exemplo. Assim como o MBA Executivo com ênfase em Estratégia, do COPPEAD, o MBA Executivo em Marketing e o MBA em Marketing Estratégico, ambos da ESPM, o MBA em Gestão de Marketing, da PUC-Rio, ou ainda o MBA em Gestão Empresarial Estratégica, na UFF. Há cursos de menor duração, sim, você pode procurar e vai encontrar. Esses que citei servem como exemplo para ajudar a entender o que você precisa aprender se o seu caso é esse da primeira categoria que listei.

Minha formação é em jornalismo, publicidade, marketing, relações públicas, ou áreas afins, mas eu nunca estudei, nem trabalhei com digital (2):

Se esse é o seu caso, significa que você já deve ter entendido que as mídias digitais e sociais não são uma entidade, um lugar deslocado, um espaço distinto e desconectado dos demais canais de comunicação e marketing. Entendendo os conceitos fundamentais que envolvem as dinâmicas de comunicação e marketing das marcas com seus públicos de interesse, você consegue dar sentido à presença de canais de mídias sociais nas estratégias das marcas. Você entende que a publicidade está cumprindo um papel através do conteúdo compartilhado nesses canais e que o marketing está presente ali com seus objetivos de negócios para não deixar perder de vista que tudo o que é dedicado a essas plataformas – pessoas, produção, design, conteúdo, mídia etc. – é para trazer resultados efetivos de conversão (vendas, tráfego, audiência, entre outros). Sendo assim, você precisa de cursos de estratégias de mídias sociais. Por quê? Esse tipo de curso vai te mostrar como incluir os canais digitais e as mídias sociais no planejamento estratégico da marca, não como uma parte distinta, mas como mais uma parte de todo o esforço de comunicação e marketing das marcas. Nesse tipo de curso você vai aprender por que deveria incluir esses canais nas estratégias das marcas. E, se deveria, como fazer uso deles para tirar melhor proveito e ser mais eficiente no sentido de manter a orientação estratégica do negócio. Nem toda marca precisa fazer uso de todos os canais, estratégias e ações na internet, mas, sim, saber selecionar aqueles que podem ajudá-la a alcançar seus objetivos de negócios. Por isso é fundamental conhecer as particularidades desses canais, as vantagens, o quanto de esforço é necessário para manutenção de um ou mais canais e, claro, o quanto será preciso investir, porque não é de graça. Isso você também já deve saber.

O curso Analista de Marketing Digital especializado em Inteligência e Estratégia é uma boa recomendação nesse caso. Ele vai mostrar um pouco de cada disciplina do digital e ajudar a entender como elas se conectam e como se relacionam com o planejamento e as estratégias da marca. Depois desse curso você pode escolher uma ou mais disciplinas para se especializar e continuar estudando. Tem também Marketing Digital, no SENAC, além dos inúmeros cursos incríveis do Coursera, incluindo alguns oferecidos pela USP e até uma especialização em Marketing Digital pela University of Illinois. Mais uma vez, há, sem dúvidas, inúmeros outros bons cursos, minhas recomendações aqui podem te ajudar a escolher um deles, como também podem servir como exemplos para que você encontre outros com a mesma pegada. Porque o objetivo é indicar cursos para quem está no estágio profissional e de formação citado na segunda categoria que listei.

Já trabalhava com comunicação e marketing e fui entrando no digital, aprendi fazendo, mas preciso entender mais sobre alguns temas (3):

É mais provável que quem já trabalha em áreas de comunicação e marketing seja uma pessoa com formação na área também, embora isso não seja uma regra. Já conheci uma pessoa formada em psicologia que trabalhava na comunicação interna de uma emissora de TV gerenciando a intranet e a produção de newsletters. Se você se enquadra nessa situação porque se formou nessas áreas ou porque tem experiência trabalhando nelas, você está dois passos à frente das categorias que listei acima. Muita gente nesse nível começa no digital fazendo um e-mail marketing aqui, planejando uma campanha de mídia ali, participando do projeto de um site acolá e daí por diante. De repente, já está envolvido com decisões sobre investimento em digital. Se esse é o seu caso, então você já percebeu que o marketing em mídias digitais e sociais não é uma coisa só, não é feito por uma única pessoa e que o tempo dedicado a cada canal e a cada estratégia é tão grande quanto o dedicado aos outros canais e meios que já estão aí há mais tempo. Não existe uma única pessoa onipresente e master blaster ultra power que cuida de todas as estratégias em canais digitais simultaneamente. As pessoas que produzem conteúdo para mídias sociais não costumam ser as mesmas que criam as campanhas de mídia. As pessoas que interagem com fãs e seguidores e atendem como em um SAC geralmente não são as mesmas que estão editando fotos e vídeos para publicações. A equipe que está criando e colocando o site no ar não é a mesma que está produzindo os relatórios de performance de canais digitais. Enfim, já deu para perceber que são muitas as disciplinas e os profissionais envolvidos quando uma marca investe em estratégias digitais. O ideal, claro, é que todas essas áreas e pessoas se falem, troquem ideias, conheçam o trabalho uns dos outros e, assim, possam criar, produzir e gerenciar as estratégias de maneria uniforme, todos voltados para os mesmos objetivos. Se você está nesse grupo, você precisa de cursos que dão ênfase às disciplinas do digital, como monitoramento de mídias sociais, métricas de mídias sociais, investimento de mídia digital (Google Ads, Facebook e Instagram Ads etc.), análise de redes sociais, entre outros. Por quê? Porque esses cursos vão te mostrar as particularidades de cada disciplina e como elas se relacionam com todo o planejamento e as estratégias da marca. Por exemplo: como o monitoramento e o social listening fornecem insumos para o planejamento de campanhas de mídia a partir das conversações coletadas sobre sua marca; quais são as métricas de mídias sociais e como ponderar o valor de cada uma delas na estratégia e na avaliação de resultados dos investimentos; como é feito o investimento a partir de palavras-chave no Google; como administrar as métricas de investimento de mídia (CPC, CPD, CPL, CPV etc.), entre outros. Essas são questões que precisam de atenção específica, exigem que você dedique tempo para compreender o que significam os conceitos envolvidos, como se aplicam na prática e como eles se relacionam com todo o planejamento e a estratégia da marca, pois, como já disse, o digital não é uma parte isolada da estratégia, ele está integrado dentro de todo o planejamento com seus objetivos.

Alguns dos cursos que podem ajudar quem se vê nessa terceira categoria: Monitoramento e Social Listening: planejamento, estratégia e resultados, Métricas de Mídias Sociais, Marketing de Conteúdo, Criação de Dashboards para Digital Analytics, todos na ESPM; Gestão de Mídias Sociais e Webwriting, ambos na Lapa Comunicação; SEO na prática, na M2BR Academy; Google Analytics, Google Adwords e Mídia Programática, todos no GOOBEC; e ainda os cursos gratuitos do Google (Analytics e Adwords) e do Facebook.

Há outras variáveis envolvidas na decisão de escolher um tipo de curso ou instituição, como se ele é presencial ou on-line, quanto tempo tem de duração, quanto custa e as formas de pagamento. Quando se trata de escolher uma instituição, muitos participantes dos cursos que leciono dizem preferir instituições já reconhecidas no mercado, como ESPM, PUC, IBMEC, porque elas trazem credibilidade ao currículo, uma vez que existem há mais tempo, com professores experientes e porque são reconhecidas também por recrutadores e empregadores. Mas posso garantir que já há excelentes cursos para além das tradicionais e reconhecidas instituições que podem fazer bem ao seu currículo, como é o caso do IBPAD, do SENAC, da Lapa Comunicação e da M2BR Academy (quase todos no Rio, por isso, se você tiver contribuições de outras cidades, por favor, coloque-as aqui nos comentários). Dá uma olhada na pesquisa ‘O profissional de Inteligência em Mídias Sociais no Brasil 2018‘ e veja a lista de escolas e instituições no ranking das mais citadas pelos respondentes.

Quanto ao fato de ser presencial ou on-line, não tenha medo do novo. Muita gente diz não para os cursos on-line afirmando que não tem a participação e as trocas com uma turma e um professor. Não é bem assim. Há excelentes cursos on-line, muito bem estruturados, com convite à troca e interações com o professor e os demais participantes, em que você pode aprender bastante, como é o caso dos cursos do Coursera, Future Learn, Hootsuite Academy e novamente do IBPAD. Dedicar-se a um curso on-line exige também disciplina e concentração. Faça um teste, matricule-se, comprometa-se, experimente e dedique-se. E frequente cursos presenciais também, eles podem contribuir para networking, para você conhecer novas pessoas, conversar com colegas da área, sentir como anda o mercado etc. Descubra você mesmo quais assuntos/temas você prefere ver ao vivo e quais consegue aprender em cursos on-line – é a melhor forma de decidir.

Já em relação ao tempo do curso, bom, se você está na primeira categoria que mencionei – sem formação e sem experiência na área – não tenha pressa, como já disse. Você certamente vai conseguir se colocar melhor se entender que precisa de tempo para ir absorvendo os conhecimentos necessários até se sentir seguro para gerenciar ou operacionalizar estratégias digitais de marcas. Outra coisa importante sobre o tempo do curso é que existem cursos de curtíssima duração (6 horas; 4 horas) que são extremamente relevantes e úteis, ao mesmo tempo em que há outros bem mais longos (semanas, meses) que podem passar muito tempo repetindo mais do mesmo ou abordando assuntos que você já conhece. Não é a duração do curso que determina sua qualidade, é preciso que você pesquise e entenda claramente o que ele oferece e se está alinhado com o que você deseja aprender. Por exemplo: fui coordenador de um MBA de Marketing Digital durante alguns anos e uma das reclamações mais frequentes dos alunos (a maioria deles graduados em comunicação/marketing/publicidade) era sobre disciplinas na grade curricular como cibercultura, processos de comunicação e fundamentos de publicidade. São disciplinas relevantes, sim, mas a maioria deles já tinha estudado isso na graduação. O que eles queriam era aprender como criar campanhas no google, como analisar os dados do google analytics, como planejar conteúdo para facebook e instagram etc. Mudamos o programa do MBA incluindo só disciplinas práticas (Ads, Inbound, Analytics) e o nível de satisfação dos alunos aumentou, assim como cresceu o interesse pelo curso. Portanto, tenha clareza sobre seu nível de conhecimento a respeito de marketing em mídias digitais e analise bem o programa do curso para não se deparar com muitas horas repetindo tudo aquilo que você já sabe e que, algumas vezes, acaba te fazendo desistir logo no início.

Quanto ao valor que você pode investir, da mesma forma como a duração não é fator determinante de qualidade, preço também não é. No entanto, saiba reconhecer o valor de uma boa formação. Há bons cursos gratuitos, sim, mas também há excelentes cursos cujos preços estão alinhados com a qualidade da instituição e com o nível de formação e experiência dos professores. Lembre-se de que você está fazendo um investimento e que sua escolha deve retornar conquistas e reconhecimento a médio/longo prazo para você e sua carreira. Aproveite bastante dos cursos gratuitos, mas saiba quando é importante inscrever-se em um curso que pode fazer diferença na sua formação.

Espero poder ajudar você a encontrar um caminho para começar sua formação na área de marketing com ênfase em mídias digitais. Fique à vontade para incluir outros cursos aqui nos comentários, assim como qualquer opinião, dúvida, informação e até ajuda com recomendação de cursos. 😉